PROCURE EM SUA LOCADORA

Webnode

É com muito orgulho, que a equipe de produção do filme,

informa que City Down foi lançado pela  distribuidora VINNY FILMES.

Procure na locadora de sua preferência..

A VINNY FILMES foi a distribuidora em DVD

do filme Tropa de Elite 2.

SÃO INÚMEROS OS SITES QUE FAZEM PIRATARIA DE FILMES P/ DOWNLOAD,

MAS EM ALGUNS VOCÊ ENCONTRA UMA CAPA QUE NÃO CORRESPONDE.

ESTA CAPA ACIMA, É A VERDADEIRA CAPA DO FILME CITY DOWN.

www.unicredpelotas.com.br                                           www.marvelsul.com.br

                                      www.macroatacadokrolow.com.br

EM  "NOVIDADES"  LEIA SOBRE A EXIBIÇÃO DO FILME CITYDOWN

DIA 21 DE MARÇO NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, EM BRASÍLIA.

Os diretores José Mattos e P.C. Nogueira foram convidados a participar

do programa "Hoje em Dia", da TV Record, em São Paulo.

Aqui a foto dos diretores com os apresentadores do programa no estúdio.

 

ABAIXO, ASSISTA NA ÍNTEGRA MATÉRIA EXIBIDA NO PROGRAMA

"HOJE EM DIA" DA RECORD, SOBRE O FILME CITYDOWN

 

É com orgulho e muita alegria que os diretores José Mattos e Paulo Cesar Nogueira comunicam  que a banda ROSA DE SARON firma parceria liberando a música MUITOS CHORAM - do album Acustico - como música tema do filme.

Desde já os diretores agradecem a banda ROSA DE SARON.

REPORTAGEM DO TELE-DOMINGO

 

Reportagem RBS TV Pelotas

 

Reportagem Jornal da Nativa Pelotas

filme Citydown

ASSISTA AO NOVO VÍDEO NA GALERIA DE FOTOS

Vídeo de divulgação do filme CITY DOWN 


Get a Voki now!

 

Bem-vindo ao nosso site

 

Um mundo down? Esta é a proposta da Associação Pelotense de Cinema Independente (Cinepel), dando início à produção

de um longa-metragem onde a realidade é vista sob o ponto de vista dos portadores da Síndrome de Down.

Um filme de José Mattos, com direção de José Mattos e P.C. Nogueira,   tem apenas um personagem não portador da síndrome.

 

 

Sobre o filme CITY DOWN - A história de um diferente

 

Um dia você acorda, levanta, sai à rua. De repente, como um passe de mágica, se dá conta de que tudo está diferente. Diferente de você. Você é o diferente, agora. As pessoas, que exibem outras feições, lhe acham estranho. Não sabem muito bem como lidar ou o que esperar da sua personalidade - pensam isso, aliás, sem saber que a aparência nada tem a ver com personalidade. A partir daí você travará uma batalha contra um forte inimigo: o preconceito. Mas, se quiser, aí vai um segredo: ele é vencível. Pelo menos é nisso que acreditam José Mattos, e Paulo César Nogueira . Através da produtora Cinepel, o trio trabalha agora em um novo filme que trata sobre as diferenças - e como humanizá-las a favor da igualdade.

A situação descrita acima é um convite à imaginação; não é de verdade, obviamente. Mas, para milhares de pessoas, essa é a descrição fiel do cotidiano. Portadores da síndrome de down, cujos traços faciais não escondem a alteração genética, vivem e revivem diariamente a mesma sensação que você tentou experimentar há um minuto, caso tenha se deixado levar pelo convite. É essa inversão de papéis a grande sacada da produção do Cinepel; com um elenco 100%  preenchido com atores down, a trama apresenta as dificuldades enfrentadas por um personagem que nasce sem a síndrome em uma sociedade totalmente down.

A ideia pioneira surgiu de José Mattos.  ‘Pensamos em um mundo down, onde o normal é o diferente.  Segundo Mattos, a história é baseada no apego das pessoas aos aspectos visuais. E, por isso, o impacto de ver o mundo ao contrário possa ser ainda maior: “Quem assistir vai se identificar visualmente com o personagem sem a síndrome e, quem sabe, entenda o drama de ser tratado como diferente.”

Elenco especial
Para construir o mundo fictício, a equipe vai convocar um elenco de quase cem pessoas com down. Os protagonistas retratarão uma família com pai, mãe e dois filhos - todos normais, ou seja, portadores da síndrome. Até que uma gravidez inesperada faz nascer um filho diferente, o que causa transtorno dentro de casa. Este núcleo principal foi escalado  em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Pelotas.


No processo de composição de elenco, Mattos valoriza a presença das famílias no incentivo à participação dos especiais: “Os pais são muito importantes nesse processo. Eles devem dar apoio ao lado artístico. Os Down são, na maioria das vezes, artistas natos. São glamourosos e vaidosos, gostam de aparecer. Para nós será um grande aprendizado”.

A parceria com a Escola de Especiais "AUTONOMIA DO SER" vai além do apoio à seleção de atores. A entidade, representada pela profissional Grace Ferreira, levou seu conhecimento na área para ajudar durante a produção do filme.

A vitória da igualdade
“O preconceito é mais físico do que qualquer outro. Ele começa quando tu olhas e vês alguém que não é como tu”, avalia Mattos, que garante que o foco da história se fixará no tratamento das diferenças - e não na síndrome em si. Para isso, a equipe já faz questão de ressaltar: não se trata de um filme educativo sobre pessoas especiais. Trata, isso sim, das dificuldades enfrentadas pelo incomum.

“A trama terá humor, suspense e drama. Queremos provocar as pessoas. Tentaremos fazer com que o espectador esqueça o visual e mergulhe no emocional da cena”, define o roteirista. Assim que fizer o público se render a esse mergulho, Mattos prevê que o filme será como uma redenção das pessoas excepcionais. “Será a vitória deles, vitória do elenco que conseguirá colocar o filme de pé. Darão seu recado sem precisar falar da síndrome. Acredito que eles darão um grande passo.”

Contato
www.cinepel.webnode.com
Informações: (53) 9946-1807 ou mattoscinepel@yahoo.com.br

Pelotas / RS

 

BANDA CITYDOWN

música Magnífica Criação

Trilha do filme CITYDOWN

 

 

A banda do Distrito Federal é hoje formada por:
Gilson Fill: Batera e vocal
Anderson: Violão, Teclado e voz
Jean: Baixo e violão.
Participação especial: Carmon na segunda versão de “Magnífica Criação”

                    VEJA AQUI NOTÍCIAS SOBRE FILMES